Esse blog visa ajudar meus colegas técnicos a solucionarem problemas encontrados nos laboratórios Proinfo-MEC.

sábado, 11 de junho de 2011

Instalando e configurando o ITALC em laboratórios multiterminal, pregão 83/2008

Antes de começar a postar essa orientação quero dar os créditos ao Vinicius Karnopp, ele é o cara que conseguiu resolver o problema do funcionamento do ITALC em laboratorios multiterminal. Acredito que se não fosse por ele o Brasil estaria "apanhando" e com toda certeza não teríamos ITALC nos laboratórios multiterminal.
O link para o verdadeiro solucionador desse problema é o seguinte:
http://viniciuskarnopp.blogspot.com/2010/06/tutorial-de-instalacao-e-configuracao.html
Aqui neste post copiarei algumas falas dele, lembrando mais uma vez que todo o crédito devemos a ele.

Antes de começarmos as configurações quero lembrar que a comunicação entre as máquinas é feita pelo Access Point D-link DI524, então ja comentei em algumas outras postagens é necessário fazer algumas configurações para amenizar os problemas tais como; melhorar a velocidade do Access Point e fixando os endereços de IP nos computadores . Essas duas configurações são essenciais para melhor aproveitar o ITALC dentro desses laboratórios. Outro fato essencial é que você ja deverá saber configurar o ITALC e resolver problemas de configuração, pra isso pratique primeiro nos laboratórios do pregão 38 e 45, somente depois disso proceda com a instalação no multiterminal.

Veja abaixo dois vídeos sobre a configuração do ITALC.








Como essa configuração é um pouco mais complexa vamos dividir em 3 etapas:

1 - Instalação:

      No computador que servirá de servidor abra um konsole, vire root com o comando su e digite a senha do root. Instale nesse computador o italc master e cliente. Os comandos são os seguinte:
     
     su (enter)
     senha do root
     apt-get update
     apt-get install italc-master italc-client libitalc

     Vá até a pasta /etc/italc e copie seu conteúdo pra um pendrive, o comando é:

     cp  -rf  /etc/italc/*  /media/nomedoseupendrive

     Observe que quando vc fizer essa cópia em seu pendrive irá aparece uma pasta com o nome de keys, esta pasta deverá ser copiada para todas as estações, porém antes de fazer essa copia instale o ITALC nas estações, abra um konsole e digite os comandos:

     su (enter)
     senha do root
     apt-get update
     apt-get install italc-client libitalc

     Reinicie o computador

     Agora copie a pasta keys do seu pendrive pra pasta /etc/italc, o comando é:

     cp  -rf  /media/nomedoseupendrive/keys  /etc/italc/

     Reinicie o computador

2 - Preparando a configuração:

     O ITALC no multiterminal tem uma configuração diferente pra isso vc irá criar 3 ou mais arquivos que farão com que ele funcione, pra isso abra o editor de textos kate digite o seguinte:

#!/bin/bash
IVS=$((10000 + 256))
ISD=$((11000 + 256))
ica -noshm -ivsport $IVS -isdport $ISD


      Explicando os comando e valores, no IVS ele ta armazenado o valor (10000 + 256), resultando no 10256 que será a porta que utilizaremos para o italc manager acessar a tela do aluno1, ISD é o a outra porta usada pelo italc sempre sendo um valor no caso 1000 a mais que a porta anterior. E a terceira linha é o comando para iniciar o italc client.
      Agora salve esse arquivo, eu salvo com o nome de aluno1 (sem extensão nenhuma) copie ele pro pendrive, depois clique com o botão direito em cima do arquivo criado e vá em propriedades, vá na aba permissões e marque a caixa É Executável, esse indicação que é executável é muito importante mais a frente.
      O processo para os arquivos de inicialização para os usuários aluno2 e aluno3 é igual só muda os números das portas, abaixo está o exemplo do arquivo de inicialização do aluno2:

#!/bin/bash
IVS=$((10000 + 257))
ISD=$((11000 + 257))
ica -noshm -ivsport $IVS -isdport $ISD


   

      Agora vamos proceder com a cópia para serem inicializados pelo sistema. Copie cada arquivo configurado para seu respectivo usuário e dentro da seguinte pasta /home/usuario/.kde/Autostart/ exemplo: o arquivo aluno1 será copiado pro home do mesmo usuario, no seguinte endereço /home/aluno1/.kde/Autostart/


     Depois que você copiou o arquivo de inicialização para o local acima reinicie o computador.

3 - Configurando o servidor:

     Antes de ir para o servidor configurar o Italc-Master vá em cada estação e anote seu IP, não se esqueça de fixar esse endereço em cada computador. Isso é extremamente importante.
     Antes de abrir o Italc no servidor você deverá dar permissão para outros usuários além do root, nesse caso uso o comando chmod 777, muita gente critica esse 777 mas "ainda" não encotrei nenhum problema e devido a falta de tempo (vida de todo técnico) não pude testar um chown ou um chmod 555. Então o comando é:

chmod -R 777 /etc/italc

     Agora você deverá reiniciar o servidor para proceder com a configuração.
     Vá até o menu Iniciar/Sistema/Italc-master-interface na janela do italc que irá abrir vamos fazer toda a configuração.
     A configuração é semelhante a usada nos laboratórios do pregão 45 e 38 (lembra que falei pra praticar primeiro nesses laboratórios?). A diferença está em como configurar o acesso de todas as estações no Italc-Master-interface

     Assim que abrir o Italc master interface inicie a configuração abrindo o painel de instalação dos computadores.


     No Italc adicione clique com o botão direito e clique em Add computer.


     Irá aparece uma janela de alerta falando que você deverá primeiro criar um laboratorio para depois adicionar computadores, clique em yes e dê nome para seu laboratorio.


     Na janela seguinte insira os dados corretamente para que o italc enxergue o monitor do aluno1 na primeira estação. O importante aqui é adicionar o endereço de IP seguido pela porta do aluno1.






     Assim que der OK clique no sinal de "mais" no nome do laboratorio e dê dois cliques no nome do computador para aparecer a janela e o italc mostrar seu conteúdo.





     Agora adicione o monitor do aluno2 na primeira estação, note que você deverá mudar a porta conforme foi configurada na criação do arquivo executável
aluno2.



     Agora repita o procedimento para abrir a janela do aluno2 e ver seu conteúdo.

     Repita o procedimento para os demais computadores.

Um comentário:

  1. Olá, importante também dar permissão de leitura e escrita para o dono e leitura para os demais no arquivo da chave no terminal cliente.

    ResponderExcluir